Tudo o que você precisa saber sobre a profissão do Cartunista

Se você está aqui é porque ama arte e quis saber um pouco mais sobre a profissão do Cartunista, certo? Nesta série de matérias iremos te mostrar um pouco sobre o trabalho de algumas profissões relacionadas a arte. E vamos começar com o Cartunista.

Você sabe o que ele faz? Cartunista é o desenhista profissional que cria quadrinhos – tiras para jornais e revistas ou histórias para gibis. Então é fundamental ter “mão” para o desenho. É importante dominar as habilidades básicas da arte, como expressões de objetos, fisionomias e pessoas. É igualmente importante aprender o desenho digital com técnicas de 2D e 3D.

A diferença do Cartum para a ilustração é o desenvolvimento de roteiros e tramas. Do contrário, o trabalho será apenas uma ilustração, e neste ramo é necessário ser crítico, satírico, etc… É difícil que um cartunista consiga obter bons resultados em diversos segmentos, normalmente é necessário escolher um campo especifico como: ficção científica, crítica do quotidiano, política, ou apenas humorismo puro, sem outras pretensões.

No Brasil, já existem faculdade para formação de cartunistas, apesar da profissão não ser regulamentada. O curso de Artes Plásticas é uma boa opção.

No site da Zupi já saiu uma matéria sobre um filme que mostra sobre o que é ser um cartunista. Você confere a matéria aqui. Ele é muito legal porque mostra a visão brasileira sobre o assunto.

O cartunista Gunduz Agayev  escolheu o tema justiça e direitos humanos universais onde mostra Têmis (Femida) em vários países, incluindo o Brasil em seu cartum.

Trabalho do cartunistabrasileiro Adão Iturrusgarai.

A Turma do Pererê foi criada pelo cartunista Ziraldo em 1959. O Ziraldo também foi o criador do “Menino Maluquinho” que também já se transformou em longa-metragem.

Shanghai Tango é um cartunista conhecido por seus quadrinhos minimalistas, inteligentes e espirituosos, como este acima.

E claro, Maurício de Souza, o mestre dos cartoons no nosso país, criou a Turma da Mônica que fez parte da nossa infância, e está presente até hoje.

O cartunista Gabriel Renner, autor da tira Três Gerações lista cinco mandamentos para quem quer fazer bons cartuns. Vale conferir.

1 – Saber rir de si mesmo. Duvido que alguém que não domine essa importante técnica tenha moral para rir do outro – diz Renner.

2 – Você não precisa necessariamente desenhar muito bem. Se não souber contar piadas, também não tem problema. Isso tudo pode ajudar a criar algo realmente diferente.

3 – Compreender a dependência entre a velocidade do traço e da escrita. Um balão de texto curto e certeiro, aliado com um desenho seguro e rápido, mesmo que tosco, ajuda muito no alcance da sensação de compreensão imediata. Se o leitor precisar reler e rever o desenho, o cartum pode não ter funcionado…

4 – Não se limitar nunca apenas ao humor. Procurar, acima de tudo, a reflexão interpretativa através do cartum.

5 – Estudar muitas referências e jamais copiar alguma. Isso inclui você se conformar com suas limitações técnicas e entender que seu estilo particular pode estar dentro desse detalhe.

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn