Torcedores da Copa do Mundo encontraram uma forma de protestar contra as políticas anti-LGBTQ da Rússia

A Rússia tem um histórico sombrio quando se trata dos direitos das pessoas LGBTQ+. O governo russo tem perseguido relacionamentos “não tradicionais”, não reconhecendo que amor é amor, de qualquer forma. As leis locais proíbem manifestações públicas, incluindo a exibição da bandeira do orgulho LGBT. No entanto, um grupo de ativistas surgiu com uma maneira inteligente de protestar contra a posição do país, usando camisas de seleções de futebol como a bandeira.

A Russia está sediando a Copa do Mundo durante o mês do orgulho LGBT+. O grande evento de futebol atrai fãs de todo o mundo que vestem as camisas representantes de seus países. Foi aí que surgiu a ideia do grupo ativista.

Eles explicam que procuram lançar uma mensagem de empatia com os homossexuais que estão por lá com medo se mostrarem como são. Guillermo León, um dos participantes do projeto, The Hidden Flag, escreveu sobre a experiência. Ele contou que houve uma época em que se sentia assim no México e agora sente que pode viver feliz casado em uma cidade que não discrimina, Barcelona, e que espera que todos possam sentir o mesmo. Ele está muito orgulhoso de poder levar a bandeira do orgulho LGBT para a Rússia.

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Abasteça com ideias lendo novas histórias abaixo