SHOP  •  PIXEL SHOW  •  CONFERÊNCIA  •  PROGRAMAÇÃO

Susano Correia e seu “Embruxamento” artístico

[vc_row][vc_column][vc_single_image image=”104315″ img_size=”full” alignment=”center”][vc_empty_space][vc_column_text]

Susano Correia, um artista de Florianópolis recém formado em Artes Visuais na Universidade do Estado de Santa Catarina. Começou sua história na arte bem cedo, tendo várias influências artísticas logo pela infância e todo esse universo lhe deu certeza de sua carreira.

[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_single_image image=”104310″ img_size=”full” alignment=”center”][vc_empty_space][vc_column_text]

Estudei em uma escola onde havia várias reproduções de pinturas modernistas famosas pelas salas de aula, de artistas como Picasso, Kandinsky e Munch. E na secretaria havia um grande girassol de Van Gogh em tamanho real, que me prendia muito a atenção. Acredito que essa época foi decisiva para a escolha do meu caminho.” conta Susano.

[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_single_image image=”104311″ img_size=”full” alignment=”center”][vc_empty_space][vc_column_text]

Atualmente, Susano esta desenvolvendo uma série de pinturas e desenhos intitulada de Embruxados. Esse termo vem de um artista florianopolitano chamado Franklin Cascaes, que pesquisava a cultura local -que é muito rica em contos de bruxas e mitos-  e os pescadores da região em seu processo artístico. Susano compreendeu o conceito do termo e o adaptou a questões psicológicas e cotidianas, quando Franklin Cascaes se referiu ao crescimento desgovernado da cidade em detrimento da cultura local como se fosse um “embruxamento”.

[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_single_image image=”104313″ img_size=”full” alignment=”center”][vc_empty_space][vc_column_text]

“Acredito que algumas imagens têm a força e a característica de tocar direto no sistema nervoso. Aprendi isso com Francis Bacon. E a maneira como pretendo atingir meu espectador passa diretamente por aí” explica Susano sobre como suas obras provocam os espectadores.

[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_single_image image=”104312″ img_size=”full” alignment=”center”][vc_empty_space][vc_column_text]

Encerro a matéria com essa citação magnífica de Susano:

“As pessoas são assombradas pelos seus próprios fantasmas, seus demônios e bruxas. A pequena parte da nossa mente que podemos acessar é um feixe de luz numa imensidão escura, que se move aleatoriamente. E as criaturas que habitam onde ainda não podemos ver dizem respeito a nós. Compõem uma parte misteriosa e ativa de nossa psique que se manifesta nas lacunas de nossa razão e influencia o trajeto de nosso pensamento.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn