Série de fotos documenta o que refugiados trazem em suas bolsas

Neste ano, cerca de 100.000 homens, mulheres e crianças de países devastados pela guerra fugiram de seus países, atravessando cidades inteiras e viajando em barcos através do mar para reconstruírem suas vidas. O International Rescue Committee, uma organização que ajuda as pessoas cujos meios de subsistência foram destruídos por conflitos e desastres, têm documentado fotos na série ‘What’s In My Bag?’ (O Que Está Na Minha Bolsa) para dar uma atenção à vida cotidiana dessas pessoas.

Junto com o fotógrafo Tyler Jump, o IRC pediu que algumas pessoas compartilhassem o conteúdo de sua bagagem, para mostrar o que eles conseguiram manter. Seus objetos traduzem as suas histórias e esperanças para o futuro. Sobrenomes foram escondidos para proteger a privacidade dos entrevistados.

refugiados-zupi1

refugiados-zupi2

refugiados-zupi3O O pequeno Omran, de 6 anos, saiu com sua familia da cidade de Damasco, Siria, a caminho da Alemanha para viver com alguns parentes. Como seus pais sabiam que iriam passar por florestas, embalaram curativos para feridas e arranhões.
Sua mochila traz uma calça, uma camisa, uma seringa para emergências, alguns doces, sabonete, escova, pasta de dentes e curativos.

refugiados-zupi4

refugiados-zupi5Quando os combates explodiram em Yarmouk, Síria, Aboessa, 20 anos, conseguiu escapar com seu marido e sua filha de 10 meses de idade com destino às costas seguras da Europa. A polícia turca que patrulhava a costa os parou e separou o motor do barco em que estavam, a fim de forçá-los a voltar atrás, mas os refugiados continuaram com remos improvisados.
A bolsa de Aboessa traz um chapéu e um par de meias para a bebê, medicamentos, um frasco de comida, guardanapos, protetor solar e pomada para queimaduras solares, pasta de dentes, carteira com documentos pessoais (incluindo histórico de vacinação do bebê), carregador de celular e uma tiara amarela.

refugiados-zupi6

refugiados-zupi7Iqbal, 17 anos, arrastou seu corpo cansado para fora do barco com apenas uma mochila. O adolescente tinha viajado centenas de milhas para fugir da província de Kunduz, Afeganistão, viajando a pé para a Turquia. Agora, na ilha de Lesbos, Iqbal ainda está incerto de onde irá em seguida. 
Ele conseguiu manter uma calça, uma camisa, um par de sapatos e um par de meias, shampoo e gel de cabelo, escova de dentes e creme dental, creme de rosto, pente, cortador de unhas, curativos, 100 dólares americanos, 130 liras turcas, 2 celulares e um chip SIM.

refugiados-zupi8

refugiados-zupi9Esta família perdeu tudo. Quando eles deixaram a Síria, cada membro pegou uma ou duas bagagens, mas durante a viagem para a Turquia e, em seguida, a Grécia, o barco começou a afundar. Haviam sete mulheres, quatro homens e 20 crianças, e conseguiram salvar apenas um saco entre eles.
Conseguiram manter 1 camiseta, uma calça jeans, 1 par de sapatos, artigos de higiene pessoal, 1 fralda, 2 pequenas embalagens de leite e alguns biscoitos, documentos pessoais, dinheiro e um pente.

refugiados-zupi10

refugiados-zupi11Nour é apaixonado por música e arte. Ele tocou guitarra na Síria durante sete anos e também pintava. Como as bombas e tiros ecoavam à distância, Nour pegou os itens que mais tinha afeto e lembrança de casa e saiu para a Turquia.
Das coisas que ele guardou estão um pequeno saco de documentos pessoais, um terço (presente de seu amigo), um relógio (de sua namorada, que quebrou durante a viagem), um pingente da bandeira síria, pulseiras de prata e de madeira (presentes de amigos), palhetas de guitarra, celular, identificação com foto e uma camisa.

refugiados-zupi12

refugiados-zupi13Quando a guerra eclodiu na Síria, este homem que não quis se identificar fugiu com sua família para a Turquia para se encontrar com um contrabandista que organizou sua viagem à Europa. Com uma bolsa amarrada em seu peito, ele subiu em um bote superlotado com outras 53 pessoas, incluindo um punhado de crianças pequenas. O grupo fez a travessia com segurança até que, perto das costas da Grécia, foram recebidos pela guarda costeira, gritando para que eles parassem o barco.
Em sua bolsa, ele guardou dinheiro (embrulhado para proteger da água), um celular antigo (molhado e inutilizável) e um novo,
carregadores, fones de ouvido e um pen drive (contendo fotos de família).

(Via)

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on linkedin

Toda semana, uma enews com um incrível artigo
que vai surpreender sua mente criativa.

Submit

Cadastre seu email.

Fique de olho em nossas redes sociais. Siga a gente no Pinterest, Twitter, Facebook & Instagram.

A Zupi é a revista oficial do Pixel Show, o maior festival da América Latina de criatividade.

ENTRE EM CONTATO

TELEFONE:
+55 11 3926-0174
+55 11 96569-8348 (Whatsapp)

ENDEREÇO

Rua Conde de Irajá, 208 –
Vila Mariana, São Paulo – SP,
CEP: 04119-010

ATENDIMENTO

Via Ticket, Chat, eMail ou Telefone
Segunda – Sexta
9h – 18h

Conteúdo

...