SHOP  •  PIXEL SHOW  •  CONFERÊNCIA  •  PROGRAMAÇÃO

Rodrigo Obranco
São Paulo, SP

Confira mais trabalhos aqui.

image

[Zupi] Rodrigo, de onde vem sua assinatura, Obranco?

É apenas um apelido de infância. Hoje em dia decidi agregar meu nome junto ao apelido; ”Rodrigo Branco”.

[Zupi] Como começou seu interesse pela pintura?

Comecei a me interessar por desenho e pintura apartir dos 6 anos, por influência de um tio, que saiu da Bahia para vir morar em são Paulo. Ele desenvolvia trabalhos com tinta óleo, acrílica, caricatura e escultura. Essa relação foi muito natural na minha vida. No começo era apenas por muita diversão, mas com o tempo foi fazendo cada vez mais parte dos meus caminhos. Era uma forma de me abstrair do mundo, porém ao mesmo tempo fazia com que eu me comunicasse com as outras pessoas. Desde sempre fui muito tímido e o desenho, a pintura e o graffiti me impulsionavam à comunicação.

[Zupi] Você possui estudo formal na área? Considera isso importante?

Sou formado em artes visuais. Ensino formal tem muita relação com objetivos.

[Zupi] Diferentes técnicas compõem suas criações, como serigrafia e aquarela. Você possui alguma preferida? Atualmente, tem experimentado ou gostaria de testar novas formas de desenho?

O que move meu interesse é a curiosidade, é o acaso. Tenho uma identidade com xilogravura, porém quando utilizo as técnicas, agrego diversas outras no processo.

image

[Zupi] Quais são suas influências?

Minhas influências têm uma relação com herança. Quando conheci e me envolvi com o trabalho do meu tio, percebi que seu trabalho tinha um vinculo muito forte com retratos e caricaturas. Isso de uma forma inconsciente serviu como um caminho pra construir meu trabalho, cada vez mais de forma natural desenvolvi e busquei essa linha, desvendando me comunicar e expressar valores e sentimentos através disto.

[Zupi] Sua arte pode ser encontrada em telas e pelas ruas. Esses diferentes suportes possuem alguma influência específica sobre seu processo de criação?

Sim, o caos urbano.

image

[Zupi] A figura humana predomina em seus trabalhos. No entanto, os rostos acabam por assemelharem-se. Quem essas pessoas são ou o que representam?

São mesclas de auto-retrato com partes de outras pessoas que residem no meu inconsciente.

[Zupi] Seus personagens são geralmente retratados por meio de cores escuras e traços fortes, podendo parecer, algumas vezes, um tanto sombrios. Essa é a sua intenção?

Sombrio, acho que não. A maior influencia do trabalho é a fotografia, num sentido de privilegiar a luz em certas partes para dar ênfase à forma e o sentimento.

[Zupi] O barquinho em forma de chapéu é um elemento marcante em seus trabalhos. Existe algum significado atribuído a ele?

Sim, o barquinho tem uma relação com o bairro onde moro e a minha essência. Moro no Grajaú, onde se encontra a represa Billings. O barquinho remete a minha infância, tempo em que brincava na margem da represa com meu pai e meus irmãos.

image

[Zupi] O que você diria para quem está começando a empreitada no mundo das artes agora?

A mesma coisa que digo a mim mesmo: trabalho, trabalho, trabalho, trabalho, dedicação, amor e sinceridade.

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Abasteça com ideias lendo novas histórias abaixo