Reabre o Museu Nacional de História Natural do Uruguai

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Em uma nova sede, a antiga prisão Miguelete, o Museu Nacional de História Natural do Uruguai foi inaugurado e já tem sua primeira exposição, aberta de quarta a domingo, das 10h às 19h. São aproximadamente 60 exemplares de dinossauros expostos, entre eles está o crânio do maior roedor do mundo encontrado no vizinho, e logo na outra ala pode-se visitar o Espaço da Arte Contemporânea.

Localizado na rua homônima de 1825, na própria capital do país, a reabertura coincide com a celebração de seus 180 anos. É a primeira instituição científica do país que coleciona exposições sobre biodiversidade e possui novas salas de exposição que abrigam esqueletos de dinossauros.

O Museu Nacional de História Natural foi a primeira instituição científica no Uruguai. Foi inaugurado em 1838, muito antes do Museu Histórico Nacional, em Londres (1881) e do Museu Americano de História Natural, em Nova York (1869). Sua coleção excede 400.000 exemplares, entre botânica, paleontologia e zoologia, por ser o maior banco de dados do Uruguai.

Desde o fechamento de sua antiga sede no Teatro Solís, há 18 anos, o Museu Nacional estava fechado ao público por falta de uma sede própria até hoje. Atualmente conta com novas salas de exposições.

No antigo presidio de Miguelete foram inauguradas três salas de exposição: uma de evolução, outra de biodiversidade e outra mais geral mais ao fundo com atividades lúdicas para crianças.

[/vc_column_text][vc_single_image image=”145871″ img_size=”full”][vc_empty_space][vc_single_image image=”145870″ img_size=”full”][vc_empty_space][vc_single_image image=”145869″ img_size=”full”][vc_empty_space][vc_single_image image=”145868″ img_size=”full”][vc_empty_space][vc_single_image image=”145867″ img_size=”full”][/vc_column][/vc_row]