Pinguins de papel têm aparecido em vários lugares do mundo

[vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]

Nos últimos dez dias, dezenas de pinguins de papel surgiram em todo o mundo para conscientizar as pessoas sobre a importância da proteção da Antártida, um santuário de 1,8 milhão de quilômetros quadrados e refúgio para pinguins, focas, orcas e baleias. As esculturas foram desenvolvidas pelo artista alemão Wolfram Kampffmeyer como parte da última campanha do Greenpeace, intitulada March of the Penguins.

[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_column_text][/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Turistas e moradores de Barcelona, Sidney, Buenos Aires, Londres, Johannesburg, Washington D.C e tantas outras capitais se depararam com os pinguins que carregam sempre um mala do lado e aparecem em estações de metrô, rodoviárias e aeroportos.

Em outubro de 2018, governos de diversos países vão se reunir no encontro da Comissão do Oceano Antártico para tomar uma decisão sobre deixar a área fora do alcance das embarcações de pesca industrial, da caça às baleias e da exploração de petróleo.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_single_image image=”139539″ img_size=”full” alignment=”center”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_column_text][/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_column_text][/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Abasteça com ideias lendo novas histórias abaixo