SHOP  •  PIXEL SHOW  •  CONFERÊNCIA  •  PROGRAMAÇÃO

Tudo começou quando ele jogava Quake 2, um jogo online. Depois de ter conhecido muitas pessoas, que, inclusive, o apresentaram o mundo da manipulação digital e o programa Photoshop, ele tocava a própria empresa aos 21 anos. Conheça, a seguir, o trabalho de Peter Jaworowski, polonês que, desde 2007, é um dos sócios de uma das agências de design e arte digital mais premiadas e conhecidas do meio. Confira o bate-papo!

GEnx_FinalHires_030912_RGB

GE_vScan_Portrait_030912

 

Quando você começou a se interessar por arte? Como você chegou até o design e ilustração?

Eu comecei com arte digital quando tinha 17 anos. Naquela época, eu era um aspirante a jogador profissional de Quake 2, um jogo online. Durante os anos em que joguei, conheci muitas pessoas fascinantes e uma delas me mostrou, pela primeira vez na minha vida, o Paint Shop Pro 6. Eu testei por um tempo, mas depois descobri o Photoshop 7, que tinha muito mais opções das quais eu precisava e é um programa mais comum e profissional.

No começo, eu tentava fazer vetores simples, como imagens misturadas com várias texturas. Depois, comecei a testar novas coisas a cada vez que tinha que criar algo. Foi aí que aprendi de verdade. Combinar fotografia com formas abstratas, adicionando partículas muito detalhadas em volta serviu para criar uma composição muito dinâmica que é divertida de se olhar.

Quais são suas influências e fontes de inspiração?

Qualquer coisa pode ser inspiradora, começando com um bom clima lá for a e terminando com um tempo a sós com minha namorada ouvindo música. Não há regularidade para a inspiração vir, pode ser a qualquer hora e a qualquer lugar. Observar todo o ótimo conteúdo produzido por pessoas criativas na internet é o que fazemos na Ars Thanea. Tudo que me cerca sempre vai exercer impacto sobre meu trabalho, Há tantas possibilidades que se pode alcançar e de onde se pode aprender que é quase impossível evitá-las. O mundo inteiro está aberto para você, com opções intermináveis. É o que torna o trabalho animador.

Discovery_Thrill_v10_4x4_hires copy

Como nasceu a “Ars Thanea”?

Nasci em 1986 na cidade de Bialystok, na Polônia, tendo me mudado para a capital quando terminei o ensino médio. Em Varsóvia, comecei a trabalhar para uma loja digital chamada Max Weber. Meses depois, me tornei freelancer de arte digital e design interativo. Após alguns anos como freelancer, me ofereceram uma vaga na K2, a maior digital shop da Polônia, onde conheci meus três futuros sócios. Em 2007, fundamos a Ars Thanea, uma agência de publicidade. Foi uma transição muito tranquila – quando menos percebi, estava trabalhando menos à noite e acordando mais cedo para trabalhar. Eu estava tocando uma empresa aos 21 anos!

No começo da minha carreira, sempre fui o “cara mais novo”, então tive que aprender muita coisa em pouco tempo. A Ars Thanea, a princípio, ia trabalhar só com projetos digitais, porque todos os fundadores tinham uma carreira digital. Hoje em dia, temos um time de 40 pessoas super talentosas, trabalhando com CGI, animação, game, entre outros.

POLAROID_HIRES_FINAL_090311

Como foi a experiência de trabalhar com empresas como a Nike e a Nokia? Com quais outras companhias você trabalha?

Na Ars Thanea temos muitos clientes, vindos de todo o mundo, incluindo a Ubisoft, Discovery Channel e Nike. Não nos restringimos e cooperamos com as melhores agências de publicidade do mundo. Durante seis anos de existência, trabalhamos com marcas muito grandes e reconhecidas, como a Coca-Cola, General Electric, Yahoo!, Hyundai, Mazda e Mercedes-Benz, para citar algumas. Há tantas que eu gostaria de ressaltar… a maioria delas compartilha o mesmo valor: elas agem racionalmente, sabe pelo quê estnao lutando, conhecem seu público e, o mais importante de tudo, são ótimas “pessoas”. Nossa relação é de respeito mútuo e é isso o que importa. Graças a isso, vocês podem ver de onde vêm tantos trabalhos ótimos.

HBO_Stay Original_Hi-res

Quais são as melhores e as piores coisas da sua ocupação? 

Não há chateação. Cada projeto é diferente e você precisa estar atento tanto à criatividade quanto à produção, para que tudo dê certo. Trabalhar na industria de criatividade é algo que eu não gostaria de trocar por nada. É claro que há desvantagens como trabalhar até tarde ou situações estressantes com deadlines, mas é algo com o que eu consigo lidar.

nespresso_05_linie

O que você almeja com seu trabalho?

Melhorar a cada projeto que fazemos. Tentar novas coisas, misturar tudo. Construir para depois destruir, tudo isso para conseguir efeitos novos e fascinantes.

Disney_Final_hi-res

Disney_Vacation_Club_all

Há algum conselho que você queira deixar para aqueles que estão chegando agora no mundo da ilustração?

Trabalhe muito, sempre tente seu melhor, seja justo com os clientes e respeite as pessoas com quem você trabalha.

nvidia_06_logo_hires

 

+Informações em: Peter Jaworowski

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn