Os cenários oníricos de JeeYoung Lee

Recentemente graduada na Universidade de Hongik, em Seul, a jovem JeeYoung Lee fotografa o invisível. Em seu minúsculo estúdio na capital sul-coreana, ela cria – somente com as próprias mãos e sem nenhum tipo de manipulação digital – pequenos universos que refletem suas emoções, suas memórias e seus sonhos.

Lee está no centro de cada uma dessas fotografias, dando um aspecto ainda mais pessoal à obra. Os autorretratos, no entanto, nunca mostram o rosto da artista de frente, já que o trabalho não reflete sua aparência, mas sim sua busca de identidade, desejos e emoções.

Com esse trabalho, JeeYoung já ganhou diversos prêmios, como o Sovereign 2012. Ela é um dos nomes mais promissores da arte coreana e já teve suas fotografias expostas no museu de Fotografia de Kiyosato, no Japão e na Fundação de Arte e Cultura Incheon, em Seul.

Confira seus cenários:

jeeyounglee-zupi2 jeeyounglee-zupi25 jeeyounglee-zupi24 jeeyounglee-zupi12 jeeyounglee-zupi10 jeeyounglee-zupi jeeyounglee-zupi23 jeeyounglee-zupi22 jeeyounglee-zupi21 jeeyounglee-zupi20 jeeyounglee-zupi19 jeeyounglee-zupi18 jeeyounglee-zupi17 jeeyounglee-zupi16 jeeyounglee-zupi15 jeeyounglee-zupi14 jeeyounglee-zupi13 jeeyounglee-zupi9 jeeyounglee-zupi8 jeeyounglee-zupi7 jeeyounglee-zupi6 jeeyounglee-zupi5 jeeyounglee-zupi4 jeeyounglee-zupi3

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Abasteça com ideias lendo novas histórias abaixo