Com pai a avô artista, Luiz Pagano cresceu respirando arte. Aos 12 anos, teve contato com diversos artistas de técnicas diferentes, o que enriqueceu o seu conhecimento. A partir de então, Pagano não largou da arte. Lançou-se comercialmente em 1994, com uma exposição no espaço Odeom, em São Paulo. Em 2001 e 2002, trabalhou como colaborador e ilustrador para a revista Superinteressante. E foi de lá que nasceu seu xodó.

O erro de Einstein foi publicado nas edições de Janeiro e Fevereiro de 2002 (Eds. 172 e 173) na Superinteressante. Pagano era responsável pelas ilustras e Adriano Samburgo pela diagramação. A ideia era fazer uma HQ de ficção com alguns dos assuntos abordados nas ultimas edições da revista.

[row]erro-einstein-zupi1[/row]

[row]erro-einstein-zupi2[/row]

[row]erro-einstein-zupi3[/row]

A ideia básica da trama era: um casal de cientistas viajarem no tempo para visitar Albert Einstein, fazer algumas perguntas, que seriam objetos de pesquisa mundial, e voltar aos dias de hoje. Como uma bela história, nem tudo são flores e as coisas não deram tão certo e tornaram-se em aventuras.

[row]erro-einstein-zupi4[/row]

[row]erro-einstein-zupi5[/row]

[row]erro-einstein-zupi6[/row]

“Concebi como seria São Paulo no futuro, a máquina do tempo, os prédios com bolhas transparentes inteiriças ao invés de um reticulado de janelas, automóveis que flutuavam sobre um disco de hélices e estabilizadores laterais controladas por computador, e movidos por motores super potentes de baixo consumo”, disse Pagano a Zupi.  Robôs com grandes níveis de inteligência artificial e até mesmo contato com alienígenas inteligentes estão em seus quadrinhos. Para tornam a história ainda mais real, o ilustrador teve ajuda de engenheiros e físicos teórico para criar a ‘Esfera de Eron’, a máquina do tempo.

[row]erro-einstein-zupi7[/row]

[row]erro-einstein-zupi8[/row]

[row]erro-einstein-zupi9[/row]

Mesmo com boas criticas, infelizmente o projeto não seguiu em frente, pois verificaram que a maior parte dos leitores da Super não querem ficção e sim fatos científicos.

Mas nós da Zupi trouxemos as tirinhas para você, leitor(a), conhecer. Esperamos que você esteja se divertindo!

[row]erro-einstein-zupi10[/row]

[row]erro-einstein-zupi11[/row]

[row]erro-einstein-zupi12[/row]

[row]erro-einstein-zupi13[/row]

[row]erro-einstein-zupi23[/row]

[row]erro-einstein-zupi21[/row]

[row]erro-einstein-zupi22[/row]

Todas as imagens – Luiz Pagano

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Abasteça com ideias lendo novas histórias abaixo