Há nove anos, no dia 23 de janeiro de 2004, faleceu o renomado fotógrafo de moda alemão Helmut Newton, consagrado por suas fotografias de nus femininos. Newton nasceu no dia 31 de outubro de 1920 em uma família judia de Berlim, e, em 1980, aumentou seu reconhecimento com a série Big Nudes. Com seu trabalho, Newton ajudou a introduzir o nu nas publicações de moda do século 20.

helmut_bg
Helmut Newton

Newton teve contato com sexualidade desde muito cedo. Seu irmão o levou às zonas de prostituição da capital alemã ainda pequeno, o que influenciou fortemente seu trabalho e seus futuros estudos do corpo feminino. Em sua adolescência, Helmut Newton já se interessava por fotografia, tendo trabalhado para a fotógrafa alemã Yva (Else Neulander Simon) aos 16 anos de idade.

ml_helmut-newton_02_1100

11528691_1_x

Posteriormente, em 1938, Newton trabalhou por um tempo em Singapura como fotojornalista da Straits Times, quando fugiu da Alemanha para escapar à perseguição nazista aos judeus.

1982_-Helmut-Newton_2

5552c890f177

Ao se estabelecer na Austrália, ficou internado em um campo de concentração, assim como muitos outros “estrangeiros inimigos”. Newton também serviu ao exército australiano como motorista de caminhão durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Nos anos seguintes, após ter conhecido sua esposa June Brunell, viveu em Londres e, porteriormente, se estabeleceu no bairro boêmio do Marais, em Paris, e trabalhou para a Vogue francesa, além de colaborar em publicações da Queen, Playboy e Elle, o que fez com que sua carreira atingisse seu ápice.

+-Helmut-Newton

8079287802_52e778a4a3_b

Conhecido por seu estilo único e particular de fotografar, marcado pelo erotismo e às vezes fazendo alusões sado-masoquistas e fetichistas da figura feminina, o fotógrafo passou os últimos anos de sua vida em Monte Carlo e Los Angeles e morreu em um acidente de automóvel no hotel Chateau Marmont, na Califórnia.

Logo após sua morte, June Newton, que também adotou a fotografia como profissão na década de 70 sob o pseudônimo de Alice Springs, criou na Alemanha a Fundação Helmut Newton para preservação do trabalho de ambos. A exposição atual é a World Without Men / Archives de Nuit / François-Marie Banier: portraits.

helmut_newton

david-lynch-isabella-rossellini-by-helmut-newton

helmut_newton_1

A partir do dia 24 deste mês e até o dia 17 de junho, o Grand Palais, em Paris, exibirá, sob curadoria de June Newton, uma grande retrospectiva com mais de 200 obras do fotógrafo alemão falecido em 2004, como tributo à cidade que rendeu a ele suas fotografias mais icônicas. Para a retrospectiva, June criou um curta-metragem em homenagem ao marido (“Newton by June”). Confira um vídeo da exposição:

 

Veja outras fotografias de Helmut Newton:

 

Maiores informações: Helmut Newton Foundation

 

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn