Megaexposição de arte contemporânea a céu aberto marca reabertura da Marina da Glória ao carioca

 

marina-da-gloria-3

Um dos mais belos cartões postais do Rio de Janeiro se transformará, durante um mês, em um grande museu aberto com obras modernas e contemporâneas. Como um presente de fim de ano, a Marina Monumental – Arte na Marina da Glória marca a devolução desse espaço público ao carioca após o período dos Jogos Olímpicos. A exposição, de 19 de novembro a 18 de dezembro, reunirá trabalhos de grandes dimensões de 19 artistas de algumas das principais galerias brasileiras.

“No Marina Monumental”, o visitante poderá apreciar grandes obras em um espaço amplo e público, mas com a adicional de serem ‘emolduradas’ por uma das paisagens naturais mais incríveis do mundo. Os trabalhos terão como pano de fundo a Baía de Guanabara, o Pão de Açúcar e o Cristo Redentor, além dos Jardins do Parque do Flamengo, com sua natureza única e vigorosa”, descreve o francês Marc Pottier, curador da mostra, que vive e trabalha entre o Rio e Paris.

A primeira edição do projeto, que entra para o calendário da Marina da Glória, destaca-se por sua diversidade cultural, ao reunir obras de artistas de quase todas as regiões do país, representando estados como Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Brasília, Alagoas e Pará – e muitos deles já tendo passado por bienais internacionais. Segundo ressalta Pottier, os visitantes terão a oportunidade de vivenciar projetos semelhantes, e de sucesso internacional, como as exposições de esculturas no Jardim des Tuileries de Paris, durante a FIAC, ou no Hyde Park, em Londres, durante a FRIEZE.

Outra atração é a variedade de expressões artísticas da mostra, que contará com instalações, esculturas, grafites, experiências interativas, performances e obras de som – todas estabelecendo uma suave interação com a arquitetura e o local. A exposição terá obras de Antonio Bokel, Almandrade, Amilcar de Castro, André Azevedo, Artur Lescher, Caligaprixo, Dirceu Maués, Frida Baranek, Flávio Cerqueira, Franz Weissmann, Galeno, Giovani Caramello, Henrique Oliveira, Ivani Pedrosa, Luiz Philippe Carneiro de Mendonça, Manfredo de Souzanetto, Paulo Vivacqua, Ursula Tautz e Zemog.

“É importante observar que, apesar de contar com ambientes propícios e praticamente prontos para atividades ao ar livre com a magnitude da Marina Monumental, a Cidade do Rio aproveita muito pouco essa vocação. É esse espaço que a Marina vai preencher ao incorporar a exposição à sua agenda regular de eventos”, afirma Katia Avillez, produtora executiva da megaexposição.

Nesse contexto, acrescenta Pottier, as obras selecionadas terão como desafio “encontrar o seu lugar”. “A ideia é que o projeto mostre como as esculturas podem interagir ao mesmo tempo com harmonia e presença forte. Esse diálogo com as perspectivas da paisagem carioca oferece surpresa e arrebatamento”, derrama-se Pottier, um apaixonado pelo Rio.  Em março, aliás, a Marina da Glória concluirá o plano de um novo paisagismo para seu entono, contemplando o projeto idealizado para os Jardins de Burle Marx. Está imperdivél!!

marina-da-gloria-2

 

marina-da-gloria-1

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on linkedin

Toda semana, uma enews com um incrível artigo
que vai surpreender sua mente criativa.

Submit

Cadastre seu email.

Fique de olho em nossas redes sociais. Siga a gente no Pinterest, Twitter, Facebook & Instagram.

A Zupi é a revista oficial do Pixel Show, o maior festival da América Latina de criatividade.

ENTRE EM CONTATO

TELEFONE:
+55 11 3926-0174
+55 11 96569-8348 (Whatsapp)

ENDEREÇO

Rua Conde de Irajá, 208 –
Vila Mariana, São Paulo – SP,
CEP: 04119-010

ATENDIMENTO

Via Ticket, Chat, eMail ou Telefone
Segunda – Sexta
9h – 18h

Conteúdo

...