Superfícies hiperrealistas de Jason de Graaf

Nos últimos tempos temos visto incríveis artistas hiperrealistas, mas confesso que não vi nada parecido ao trabalho de Jason de Graaf quando o assunto é superfície reflexiva. O que chama atenção em seu trabalho é a maneira extremamente polida com que ele representa materiais como vidro, objetos metálicos ou qualquer outra superfície lisa o suficiente para obter brilho.

Em uma primeira impressão o artista põe em cheque se suas obras realmente foram pintadas à mão. A intenção do artista é exatamente representar algo que vai além da realidade causando, através do exagero da perfeição, uma visão única de qualquer superfície.

O trabalho de Jason de Graaf não se trata de reproduzir fielmente a realidade mas, causar a ilusão de profundidade e detalhamento que não seria possível captar a olho nu ou uma câmera de alta resolução. Ele utiliza objetos do seu cotidiano e tenta, segundo ele, utilizá-los como um veículo de expressão para contar uma historia ou sugerir algo além do que realmente é pintado.

jason-de-graaf-usa-zupi-4

jason-de-graaf-usa-zupi-2

jason-de-graaf-usa-zupi

jason-de-graaf-usa-zupi-5

jason-de-graaf-usa-zupi-6

+Infos no site oficial: jasondegraaf.com

 

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Abasteça com ideias lendo novas histórias abaixo