Já conhece o Clube de Colecionadores Casa Jacarepaguá?

[vc_row][vc_column][vc_single_image image=”144672″ img_size=”full”][vc_column_text]A Casa Jacarepaguá é um espaço de criação e renovação.
Uma galeria de arte, residência artística e ateliê especializada em Street Art, Grafite, Upcycle e Industrial.

O Clube de Colecionadores tem o objetivo de aproximar as pessoas do universo do street-art, conhecer novos talentos, fazer parte de um grupo que admira arte, e, permitir a aquisição de obras de arte a preços vantajosos, com pagamento em 10 vezes, no cartão de crédito.

 

Como funciona?
Grupos de 10 pessoas, em torno de um artista tema.
A cada mês serão sorteadas 2 obras.
Todo participante receberá uma obra de arte ao final de 5 meses.
O valor unitário das obras é de R$ 3 mil. No 6º mês, será sorteada 1 obra de arte “extra” (de mesmo valor) entre os participantes.
Membros não contemplados com a obra “extra” ganham uma gravura, edição limitada e numerada, com valor de mercado de R$ 500,00 (un.).

 

 

Custo: 10 parcelas de R$ 250,00 pagos no cartão de crédito.
Portanto, a participação no Clube permite a compra de uma obra de arte a preço competitivo (quase 20% abaixo do mercado), parcelado em 10 vezes, e, você
ainda pode ganhar uma segunda obra no sorteio “extra”.
Caso você não seja contemplado no sorteio “extra”, mesmo assim você ganhará uma segunda arte, que será a gravura numerada.

 

 

Sobre as Obras
Serão produzidas ao longo dos 6 meses.
Tamanho, suporte, e moldura padrão.
Temáticas distintas, em torno do universo criativo do artista.
A Casa Jacarepaguá, será responsável por orientar o artista, e avaliar os trabalhos previamente.
Não será possível “escolher” a obra, o que não impede que os membros do grupo possam trocar as obras entre si, se desejarem (haverá um grupo no facebook).

 

 

Benefícios Adicionais

No 6º mês haverá um encontro para o sorteio da 6ª obra, e, para a entrega das 9 gravuras.
Será também uma oportunidade de conhecer o artista e bater um papo sobre seu trabalho.
No evento o artista fará um live painting demonstrando toda sua técnica.
O Clube é uma oportunidade de interagir com pessoas que também gostam do mercado de arte, e aprender um pouco mais sobre este universo, propiciando um interessante networking.

 

 

Grupo 1 – Artista: Sérgio Free

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]Natural do sul da Bahia, Sérgio viveu às margens do Rio de Contas até seus 5 anos, em um ambiente simples e humilde. Chegou em São Paulo em 1986, e, no bairro do Tucuruvi, na Zona Norte, começou a perceber a arte urbana, por meio das pichações que via nos muros, enquanto fazia pequenos trajetos pelo bairro.

Inspirado neste universo, começou a riscar paredes pela vizinhança com caneta hidrocor.
Aos 8 anos, ajudou uns pichadores do bairro, e, pintando o muro de branco para que os pichadores fizessem seu grapixo, só percebeu que aquilo que ele gostava e
admirava não era bem visto por todos quando a polícia levou todos os rapazes.

A partir de então, nesse estudo observacional de prédios e paredes pichadas aprendeu a valorizar a arquitetura. Conhecia os muros, sabia dos pixos que foram
apagados e dos que se apagaram com o passar do tempo. Em 1996, entrou para o grupo APACHES e seguiu representando suas influencias até o final da década de 90.

 

Seu trabalho artístico “congela vivências”, pois mixa suas lembranças do universo da pichação, e, a observação da arquitetura da Metrópole, reproduzindo cenários urbanos realistas, e personagens contrastantes como o palhaço, que muitas vezes representa a sociedade.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_column_text][/vc_column_text][vc_single_image image=”144660″ img_size=”full”][vc_single_image image=”144665″ img_size=”full”][vc_single_image image=”144667″ img_size=”full”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_separator][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]

Grupo 2 – Artista: Fabiano Senk

Sobre o Artista
Novo talento das ruas, começou na cena do grafite em 2007 em São Mateus.
Navega no universo do surrealismo e do exagero. Seus personagens, em geral garotos de pele rosa, ou em folha de ouro, com formas exageradas, e
disformes, pedalam monociclos, passeiam entre as nuvens, vagam no espaço infinito, passeiam de barco, ou pousam em cenários áridos.

O pequeno príncipe encontra a psicodelia, com seus planetas fantásticos, seus meninos, mas também homens e mulheres sofridos e bastante duros.

Apesar da origem no street art, é forte a referência no trabalho de Senk do universo do Sertão do Vale do Jequitinhonha, região de origem de sua
família.

O mix das ruas com a referência rural tornam o trabalho do artista bastante particular.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_single_image image=”144669″ img_size=”full”][vc_single_image image=”144670″ img_size=”full”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]Para mais informações:

José Brazuna
info@jacarepagua.email
(11) 97158-9878

Acesse o site do clube e siga o Instagram para mais novidades.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Abasteça com ideias lendo novas histórias abaixo