SHOP  •  PIXEL SHOW  •  CONFERÊNCIA  •  PROGRAMAÇÃO

“Não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado de nossa miséria.” A célebre frase escrita por Machado de Assis ao final do romance Memórias Póstumas de Brás Cubas, escrito em 1881, nunca foi tão atual. Para muitos, a ideia de colocar uma criança em um mundo cada vez mais violento soa absurda, impensável. Afinal, a quantas formas de agressão elas estariam expostas?

Essa parece ser a questão que permeia toda a obra de Gottfried Helnwein, pintor, fotógrafo, instalador e artista performático nascido em Viena que desde a década de 1970 explora o tenebroso universo que cerca os pequenos de mundo todo. Baseado em fatos históricos, o artista cria seus macabros temas, que mostram meninos e meninas cuja inocência perdida reflete-se em feridas em guerras, na sexualidade precoce e nas dificuldades financeiras.

Marcadas fisicamente e emocionalmente, as crianças de Helnwein deixam claro que, para o artista, o mundo é um local onde não há mais espaço para sonhos.  

Técnica mista em tela:

image

The Murmur of the Innocents

image

The Murmur of the Innocents 10

image

The Murmur of the Innocents 12

image

Helnwein trabalhando na série Murmur of the Innocents

image

Epiphany III

image

The Disasters of War 3

image

Los Caprichos 5 e 4

image

Untitled 2005

image

Sleep 9 e 10

Aquarela:

image

Lebensunwertes Leben e Utitled, 1971

image

Beautiful Victim I

image

Leid macht stark, 1974 e Beautiful Victim II

Fotografia:

image

The Golden Age 5 e 2

Desenho:

image

Proof of Evolution, 1993

image

Untitled, 1991

+ Informações:
Site: Gottfried Helnwein

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn