Ilha das ideias

Guz Malucelli é um ilustrador e pintor que viaja o mundo seguindo a sua paixão pela arte. Ele cria coisas inesperadas que fazem qualquer pessoa abrir um sorriso. O principal mantra de Guz é “Fique quieto e aproveite”. Guz faz parte do coletivo de arte chamado The Barefoot Basterds (www.barefootbasterds.com) – o qual se isolou 2 semanas em uma ilha deserta nas Filipinas para produzir arte.

Barefoot Basterds x Ideas Island from Antoine Schirer on Vimeo.

482237072569139124_0dWM7D9k_c

Zupi: O que faz o The Barefoot Basterds?


Guz
: O Barefoot Basterds é um coletivo de arte para pessoas que se importam em não se importar. Nós viemos do Brasil, Suécia, França e Suiça e gostamos de testar os nossos limites. O principal objetivo do grupo é esquecer o trabalho comercial e fazer o que a gente acredita na mais pura essência.

482237072569134146_B4oM1TVZ_c

Z: Nos conte um pouco mais sobre a Ilha das ideias.

G: Na Suécia, eu e os meus amigos conhecemos um cara chamado Fredrik Härén e ele simplesmente é dono de uma ilha nas Filipinas – o qual ele batizou de Ilha das ideias. Fredrik é um explorador do tema criatividade e o objetivo da vida dele é conseguir achar formas das pessoas se tornarem mais criativas. No começo ele usava a Ilha das ideias apenas para ele produzir os seus livros – mas como ele é um cara muito generoso, resolveu compartilhar a ilha dele com o mundo. Qualquer pessoa pode aplicar e ficar na ilha de graça – só precisa dar um bom motivo para o Fredrik.

 

Z: Como é a estadia na ilha?
G: Eu diria que é um Resort de luxo – só que de graça. O lugar é incrível e a gente tinha um barco para explorar a região. Existe uma cabine lá que podem acomadar até quatro pessoas de uma forma muito confortável. Tem um casal que cuida da sua estadia na ilha: faz café da manhã – vitamina de manga e panqueca de banana e o omelete eram os meus favoritos – almoço e jantar sempre com frutos do mar fresco. O objetivo de existir essas pessoas é você poder investir o seu tempo 100% para as suas criações e não perder tempo cozinhando e limpando. Gênio.

482237072569111389_0wSxG86T_c

482237072569163817_YNePvI36_c

Z: E o que vocês produziam lá?

G: Tentamos usar intervenções na natureza para algumas obras e pincéis feitos de bamboo para pinturas. Fizemos exercícios com tipografia feita com elementos da natureza e instalações embaixo d’agua. Filmamos bastante a região e produzimos um vídeo promocional para a ilha – o qual ainda não foi lançado. Encaramos a experiência mais como um exercício e explorar ferramentas que não estavamos muito acostumados. Com certeza acrescentou muito para o grupo – até de uma forma espiritual.

482237072569163822_O6KAYYUH_c

Z: Quais foram as dificuldades durante a estadia?

G: Creio que a maior dificuldade é produzir trabalho – o que é bem contraditório, porque é o objetivo do Fredrik das pessoas que vão para a ilha. Mas a questão é que o lugar é tão bonito que acaba sendo muito fácil se distrair mentalmente e fazer snorkel para ver uns corais bonitões. Mas a questão é, com certeza nesse lugar você consegue encontrar um novo Eu Criativo. Ficar confinado por duas semanas, sem internet, sem facebook, celular e interagindo com as mesmas pessoas durante duas semanas é algo extremamente raro e provavelmente eu só faria nesse lugar. É como se fosse um sonho lúcido de 2 semanas em que você acha peças novas do seu quebra-cabeça pessoal.
Z: E qual foi esse novo Eu Criativo que você descobriu?

G: O processo de criatividade é algo que eu sempre considerei massante. É intenso, te consome e desgasta – especialmente se você faz algum trabalho comercial e com marcas. A minha experiência na ilha foi exatamente o oposto – foi algo relaxante, que me renovou e pacífico. Como se fosse uma meditação. Foi a minha primeira vez experienciando isso de forma tão intensa e é o sentimento que eu busco sempre agora em qualquer tipo de trabalho.

482237072569165449_Sjo2ZkCH_c

Z: E como faz para fazer parte dessa experiência?

G: É só entrar em contato com o Fredrik pelo site www.ideasisland.com – o site é tão feio que parece pegadinha, mas eu posso garantir que é de verdade – e dar uma belissima razão para ele dar a ilha pra você. Depois que voce convencer o cara e acertar uma data é só comprar a passagem e ir. :D

 

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on linkedin

Toda semana, uma enews com um incrível artigo
que vai surpreender sua mente criativa.

Submit

Cadastre seu email.

Fique de olho em nossas redes sociais. Siga a gente no Pinterest, Twitter, Facebook & Instagram.

A Zupi é a revista oficial do Pixel Show, o maior festival da América Latina de criatividade.

ENTRE EM CONTATO

TELEFONE:
+55 11 3926-0174
+55 11 96569-8348 (Whatsapp)

ENDEREÇO

Rua Conde de Irajá, 208 –
Vila Mariana, São Paulo – SP,
CEP: 04119-010

ATENDIMENTO

Via Ticket, Chat, eMail ou Telefone
Segunda – Sexta
9h – 18h

Receba nosso conteúdo mensalmente por e-Mail
Cadastre-se
Junte-se a mais de 80mil criativos
close-image
Conteúdo

...