SHOP  •  PIXEL SHOW  •  CONFERÊNCIA  •  PROGRAMAÇÃO

Hercule Florence, o homem que documentou os índios brasileiros no século XIX

Já vimos aqui na Zupi o trabalho do chileno Criztto, que pesquisa e retrata os povos nativos da América Latina com ilustrações coloridas e estilizadas. Aqui no Brasil, no século XIX, nossos índios, nossa fauna e nossa flora já vinham sendo documentados por Hercule Florence.

Nascido em 1804, o artista e cientista franco-monegasco percorreu o interior do Brasil integrando, como desenhista, a expedição Langsdorff (1825-1829), missão científica que realizou um grande levantamento de dados geográficos e etnográficos no país no século XIX. Ao registrar em desenhos e aquarelas as paisagens, pessoas e cenas cotidianas dos locais por onde passava, Florence criou um valioso material iconográfico, especialmente sobre as populações indígenas (Apiaká, Munduruku, Bororo, Guaikuru/Kadiwéu, Kayapó do Sul/Panará, Coroado/Kaingang, Xavante paulista, Guaná e Guató) que habitavam o território brasileiro naquela época, desde São Paulo, passando pelo Mato Grosso, até o Amazonas.

Hercule-zupi hercule-zupi2 hercule-zupi3 hercule-zupi4 hercule-zupi5 hercule-zupi6 hercule-zupi7 hercule-zupi8 hercule-zupi9 hercule-zupi10 hercule-zupi11

(Imagens pertencentes ao Arquivo da Academia de Ciências de São Petersburgo)

Alguns desses trabalhos (desenhos e textos) estão reunidos na exposição “O Olhar de Hercule Florence sobre os Índios Brasileiros”, em cartaz até 30 de junho na Sala Multiuso da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin da Universidade de São Paulo.

A exposição conta também com objetos do Museu de Arqueologia e Etnografia da USP (MAE-USP), fotografias do Instituto Socioambiental, Museu do Índio e LISA-USP, obras da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, vídeos e mídias digitais que documentam as dinâmicas destes grupos indígenas e mostram sua situação atual.

A realização é do Instituto Hercule Florence, em conjunto com o Governo do Estado de São Paulo, a Secretaria da Cultura, a Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, o MAE-USP e o Instituto Socioambiental. A curadoria, pesquisa e textos são de Glória Kok e Francis Melvin Lee.

O Olhar de Hercule Florence sobre os Índios Brasileiros

Local: Sala Multiuso da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (Rua da Biblioteca, s/nº, Cidade Universitária, São Paulo, SP)

Quando: até 30 de junho de 2015

Horário: segunda a sexta, das 8h30 às 18h30

Entrada gratuita

Mais informações aqui.