Graffiti SP reúne 130 fotografias de Ricardo Czapski feitas nas ruas de SP

Entre 2005 e 2013, o consultor financeiro e fotógrafo Ricardo Czapski formou um acervo de cerca de 10 mil imagens de graffitis, clicadas em diversos pontos da capital paulistana. O livro Graffiti SP, contém 130 fotografias e é o resultado do que começou como um hobby, para registrar o que há de belo e artístico na cidade, passar o tempo no trânsito, no trajeto entre sua casa, o escritório e as visitas aos clientes, espalhados por vários bairros.
Capa-do-livro

“Estive em um safári na África e o guia me convidou para caçar. Estranhei. E ele esclareceu que seria uma caçada simbólica, apenas uma sessão de fotografias, buscando os animais na savana. É esse o paralelo que faço, sou um caçador de graffitis”, conta Ricardo, nascido em Itu, mas morador da capital há 18 anos.

Alex-Senna

Neto de Wolfgang Pfeiffer, assessor do MASP (anos 50) e curador do MAC-USP (anos 70 e 80), a fotografia faz parte da vida de Ricardo há 20 anos, quando foi assistente de um fotógrafo no Havaí.

Crânio

Compõem o livro, o registro de 125 obras de artistas já conhecidos como Cranio, Speto, Chivitz, Kobra, Ozi, Alex Hornest, Paulo Ito, Mundano, Minhau, Marina Zumi, Does, Treco, Snek, Enivo, Whip, Tinho, Mauro, Ciro Schu, Titi Freak, Magrela, Flávio Rossi, entre outros.

Graphis-1

O primeiro graffiti retratado por Ricardo estava em um muro na Avenida Sumaré, zona Oeste, próximo a sua casa, na época. Depois, descobriu os becos e as belezas da Vila Madalena. Aí veio a zona Sul, perto da represa Guarapiranga. Mas se pedir um lugar imperdível, o fotógrafo cita o Parque da Juventude e a Av. Cruzeiro do Sul, na zona Norte.

Treco

Para Binho Ribeiro, que assina o texto de apresentação, o livro “surge do olhar de um fotógrafo que teve uma iniciativa simples e com o passar do tempo percebeu que havia gerado um registro histórico da arte de rua, produzida por artistas anônimos, entre outros famosos e respeitados, de uma forma solta e não direcionada”.

Flávio-Rossi

Algumas das imagens capturadas por Ricardo são de graffitis já apagados, o que torna o livro mais interessante ainda. “Percebi que essa é uma manifestação artística volátil, pois muitos muros e paredes são derrubados, pintados, pichados, e desse fato, veio à inspiração maior: desenvolver um trabalho de documentação para que essa arte não seja esquecida ou que tenha sido feita em vão”, conta o fotógrafo.

Hyper

Sobre Ricardo Czapski – consultor financeiro, sócio da FS Advisors. Neto de Wolfgang Pfeiffer, assessor do MASP (anos 50) e curador do MAC-USP (anos 70 e 80), a fotografia faz parte da vida de Ricardo há 20 anos, quando foi assistente de um fotógrafo no Havaí, mas foi nos últimos dez que intensificou a atividade paralela à sua carreira. Como fotógrafo amador, publica seu primeiro livro Graffiti SP. Estuda e se aprimora para evoluir na fotografia como forma de expressão artística e autoral. É autor do audiolivro Planejamento Financeiro Pessoal.

Sobre a Comg Produção Cultural (www.comg.com.br) – Marina Gonzalez é produtora cultural, sócia da Comg Produção Cultural, atuando na realização de livros de arte e exposições que valorizam a riqueza humana, natural e cultural do Brasil. Trabalhou em mais de 50 projetos culturais, desde 1997, nas diversas funções necessárias para uma boa gestão do projeto, desde a concepção, curadoria, elaboração de Leis de Incentivo, produção e administração.

Ficha Técnica do livro:
Graffiti SP
Fotografia: Ricardo Czapski
Textos: Ricardo Czapski, Binho Ribeiro, Marina Gonzalez / comg
Formato:
128 páginas, 4 cores, 18,5 X 26,5 cm
Edição bilíngue português/inglês
Preço do livro: R$ 50,00
Produção Cultural: Marina Gonzalez / comg
Edição de Imagens: Ricardo Czapski, Marina Gonzalez, Pedro Queiroz e Duda Gayotto
Projeto Gráfico: Marcos P. A., Pedro Queiroz e Duda Gayotto / conjunto {31}
Patrocinadores: Armco / Empreza / João Ayres Rabello Filho
Site: www.graffitisaopaulo.com.br Estudo Concreto – Samir Mauad

Impressão do livro: Ipsis Gráfica e Editora

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Abasteça com ideias lendo novas histórias abaixo