SHOP  •  PIXEL SHOW  •  CONFERÊNCIA  •  PROGRAMAÇÃO

Best-seller na Europa e nos Estados Unidos, a HQ Persépolis, de Marjane Satrapi, ganhou o prêmio de melhor história em quadrinhos da Feira de Frankfurt de 2004 e acabou virando filme. Lançado no Brasil pela renomada Companhia das Letras, o livro ganhou a crítica e o público ao retratar a Revolução Islâmica pelos olhos de uma menina, misturando arte e política de forma tocante.

E essa grande obra pode ser sua.

image

Participe da nova promo Zupi e leve essa história pra casa. Para concorrer, basta seguir a Zupi no Twitter e RT a seguinte frase:

” Eu quero a HQ Persépolis da @cialetras na promo @Zupi: https://migre.me/2zYGX

(…a frase deve ser postada com o link, heim!).

Pronto!

O vencedor será anunciado na próxima sexta-feira, dia 3 de dezembro.

Vale lembrar que apenas seguidores da Zupi poderão ganhar a promo!

A obra:

Marjane Satrapi tinha apenas dez anos quando se viu obrigada a usar o véu islâmico, numa sala de aula só de meninas. Nascida numa família moderna e politizada, em 1979 ela assistiu ao início da revolução que lançou o Irã nas trevas do regime xiita – apenas mais um capítulo nos muitos séculos de opressão do povo persa.
Vinte e cinco anos depois, com os olhos da menina que foi e a consciência política à flor da pele da adulta em que se transformou, Marjane emocionou leitores de todo o mundo com essa autobiografia em quadrinhos, que só na França vendeu mais de 400 mil exemplares.
Em Persépolis, o pop encontra o épico, o oriente toca o ocidente, o humor se infiltra no drama – e o Irã parece muito mais próximo do que poderíamos suspeitar.

A autora:

Nasceu em Rasht, no Irã, em 1969, e atualmente vive em Paris. Estudou no liceu francês de Teerã, onde passou a infância. Bisneta de um imperador do país, teve uma educação que combinou a tradição da cultura persa com valores ocidentais e de esquerda. Aos catorze anos, partiu para o exílio na Áustria, e depois retornou ao Irã a fim de estudar belas-artes. Estabelecida na França como autora e ilustradora, Marjane ainda voltou à narrativa de memórias no livro Frango com ameixas, baseado em relatos de seu avô. Em 2007, Persépolis foi transformado num longa-metragem de animação, que estreou no festival de Cannes.

+ Informações:
Site: Companhia das Letras

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Abasteça com ideias lendo novas histórias abaixo