CLUBE  •  PIXEL SHOW  •  CONFERÊNCIA  •  PROGRAMAÇÃO  •  SKETCH  •  FEIRA

Poucos conseguem trabalhar um trauma de infância de modo a produzir, a partir dele, algo belo e apreciável por outros. Mas foi o que o russo Oleg Dou fez com uma memória pessoal perturbadora: certa ocasião, ele teve que se vestir de coelhinho para uma festa, e sua mãe fez questão de fotografa-lo com a fantasia. Desconfortável com a roupa e com a fotografia, saiu com uma cara de bem poucos amigos.

Daí veio a ideia de criar uma série de imagens representando crianças fantasiadas, com “cara de funeral”. Esquisito, mas interessante:

 

via

 

 

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn