Exposição em Londres leva 200 objetos de Frida à público e chama atenção pelo design cenográfico

Em junho, uma exposição da Frida Kahlo no Victoria and Albert Museum de Londres abriu ao público. Além de sua impressionante coleção de 200 artefatos, Frida Kahlo: Make Her Self Up foi elogiada ainda por seu belo design. Fotografada por Jack Hobhouse, os registros apresentam fotografias incríveis da instalação.

Projetada pelo premiado arquiteto Gibson Thornley e pelo tal entoso cenógrafo Tom Scutt, a mostra apresenta uma abordagem moderna ao planejamento de exposições. Junto com a estética ornamentada e complexa das roupas, acessórios e objetos de Frida, o espaço imaginado por Gibson Thornley é mínimo, de acordo com o estúdio de arquitetura, “forma o pano de fundo para uma experiência íntima com os pertences pessoas da artista”.

Ao contrário, enquanto as silhuetas minimalistas das galerias contrastam com a coleção em si, a iluminação teatral de Scutt reflete a personalidade colorida de Kahlo. Ao combinar essa estética, a equipe de design criou um espaço que “reúne o mundo das artes e da arquitetura” e ecoa a dualidade que definiu a artista.

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn