Exposição DESLOCAMENTOS de ANDREY ZIGNNATTO

Com três obras de grandes proporções criadas especialmente para o espaço, a Blau Projects abre a exposição Deslocamentos, dia 28 de março, do artista Andrey Zignnatto. Até 30 de abril, o público pode conferir a intervenção Manta II, feita para ‘cobrir’ a fachada da galeria, Erosões II, uma instalação que ocupará todo o espaço interno da galeria, e Manta I, ocupando uma sala menor do espaço.

Logo na entrada da galeria, a obra Manta II reveste a fachada do edifício com tijolos que formam uma entrada orgânica, liberando uma fresta para que o público possa entrar no espaço. Em Erosões II, a sala principal da galeria é tomada no chão por tijolos sobrepostos, cortados à faca pelo artista. Já em Manta I, pequenos tijolos flutuam no espaço pendurados por fios de nylon, mostrando que o material, naturalmente pesado, feito para estabelecer as bases dos edifícios, pode subverter sua lógica e sua funcionalidade.

Andrey-Zignnatto_Blau-Projects_02

O artista, natural de Jundiaí, desenvolve peças moldadas em tijolo, material que aprendeu a manipular quando trabalhou numa olaria quando era pré-adolescente. ‘Fui aprendendo a mexer no tijolo ainda úmido, agrupando e fatiando as peças até chegar a estes formatos’, conta o artista. ‘Fiquei muito impressionado quando percebi que as pessoas que trabalhavam lá via o horário pelas frestas de sol que passam pelos tijolos’, diz Andrey.

Andrey se especializou no processo, entendendo o funcionamento dos tipos de tijolo, como o chamado ‘tijolo baiano’, explorando seu design, versatilidade. ‘Sendo artista autodidata, permito que tanto a escolha dos materiais, quanto o sistema do processo de produção sejam definidos segundo a demanda específica de cada ideia’. O artista também aprendeu a manipular os equipamentos da fábrica, como prensas, guilhotinas e fornos. ‘Assim, muitas ideias também surgiram de forma espontânea através do contato direto com o processo de produção’, analisa.

Andrey-Zignnatto_Blau-Projects_foto-Filipe-Berndt

Sua experiência o influenciou a desenvolver as peças modeladas em que extrai a funcionalidade original do objeto industrializado estabelecendo sobre as peças o caráter artístico. ‘Minha intenção é justamente gerar um novo diálogo entre o objeto e a pessoa’, justifica o artista.

No texto criado para apresentar a exposição, a curadora Rejane Cintrão afirma: ‘Esta série de Zignnatto nos leva a refletir sobre como algumas formas impostas por arquitetos, engenheiros e políticos podem e devem ser repensadas. Utilizando o mesmo material que constrói edifícios quadrados e modulares que resultam em cidades monótonas e cinzentas, que nada têm ver com as formas da natureza, ele nos propõe uma nova maneira de ver a cidade e os objetos criados pelo homem’.

Andrey Zignnatto
Andrey Zignnatto nasceu em 1981, natural de Jundiaí, cidade onde reside. Autodidata, trabalha entre São Paulo e Jundiaí. O artista é fundador da Associação Cultural Menorah. É idealizador do Circuito de Artes Visuais de Jundiaí; Futuro – Salão Nacional de Artes Visuais – Arte Contemporânea e Novas Tecnologias; Movimenta – Festival Nacional de Dança Contemporânea; Diretor Artístico da Fluxus Cia de Dança Contemporânea.

Andrey ganhou em 2014 o Prêmio Funarte de Arte Contemporânea, mesmo ano em que foi ganhou o Prêmio de Artes Visuais PROAC – Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo. Andrey já expôs em diversos salões como em Blumenau, em Curitiba, como também do 18º Festival Cultura Inglesa. O artista já fez exposições individuais em Jundiaí, Goiânia e São Paulo, e coletivas em Piracicaba, Londres, Rio de Janeiro, Itália, Santa Catarina, Bahia, Curitiba, Paraná, Rio Grande do Sul, Canadá, Hungria, Espanha, Argentina.

Serviço
Abertura da exposição Deslocamentos, individual de Andrey Zignnatto
De 28 de março a 30 de abril
Serviço de manobrista no local como cortesia
Horários de funcionamento: terça a sábado, das 11h às 19h
Entrada gratuita

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on linkedin

Toda semana, uma enews com um incrível artigo
que vai surpreender sua mente criativa.

Submit

Cadastre seu email.

Fique de olho em nossas redes sociais. Siga a gente no Pinterest, Twitter, Facebook & Instagram.

A Zupi é a revista oficial do Pixel Show, o maior festival da América Latina de criatividade.

ENTRE EM CONTATO

TELEFONE:
+55 11 3926-0174
+55 11 96569-8348 (Whatsapp)

ENDEREÇO

Rua Conde de Irajá, 208 –
Vila Mariana, São Paulo – SP,
CEP: 04119-010

ATENDIMENTO

Via Ticket, Chat, eMail ou Telefone
Segunda – Sexta
9h – 18h

Conteúdo

...