CLUBE  •  PIXEL SHOW  •  CONFERÊNCIA  •  PROGRAMAÇÃO  •  SKETCH  •  FEIRA

Os trabalhos do americano Michael Aaron Williams significam muito mais do que está apenas representado nas imagens: também querem comunicar ao que estão expostos, por que experiências passarão nas ruas, e em que lugar acabarão.

Suas peças, criadas com muita sensibilidade, nunca são coladas nos muros e paredes: são fixadas com fitas, para que sejam facilmente removidas. Por que? O artista explica: “Eu simplesmente as grudo com fita, para que o observador possa retirá-las e esperançosamente levá-las para casa”.

image

Austria

image

Austria

image

Austria

A ideia é que as imagens não fiquem lá para sempre. Se continuarem onde estão, passarão por chuva, vento, e serão naturalmente desgastadas e abandonadas. Se alguém as tirar de lá, serão salvas.

Como Michael diz, é uma metáfora do que ocorreu com ele: “Simbolizam como Deus me salvou. Sem Ele, eu ainda estaria nas ruas”.

Para o artista, a fé em Deus é muito importante: seus dons artísticos só foram despertados depois de ter sido “salvo”.

image

Londres

image

Londres

image

Paris

O cara ainda gravou um vídeo do work in progress des suas obras na Áustria. Dá só uma olhada:

+ Informações:
Site:
Michael Aaron Williams

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn