Espaço para arte digital em Paris permite experiência imersiva sobre Gustav Klimt

O Atelier des Lumières, primeiro espaço cultura parisiense dedicado à arte digital, apresenta uma viagem imersiva em torno dos principais representantes da cena artística vienense, do qual Gustav Klimt é um dos mais importantes. Por conta do centenário de sua morte, assim como a de Egon Schiele, suas obras ganharam vida e música num espaço de projeção.

Os visitantes encontram obras de Klimt com mais de 30 metros de altura desintegrando-se em uma chvua de pixels. Fãs ou não de Klimt vão ficar impressionados com a mostra.

Michael Couzigou é o diretor do Atelier e explica que os trabalhos expostos são tudo, menos simples. Ele conta que cada um dos 140 projetores de video envolvidos na apresentação foi especialmente adaptado e que adequar o espaço aos padrões corretos levou mais de um ano. Qualquer outra exposição futura exigirá uma reconfiguração completa.