CLUBE  •  PIXEL SHOW  •  AGENDA  •  FEIRA

Conheça a estilista Alexandra Dohmen

[vc_row][vc_column][vc_empty_space][vc_column_text]

Alexandra Dohmen é uma estilista nascida no Paraná que construiu sua carreira em Maastricht na Holanda, onde se formou. Já participou de inúmeros eventos e concursos de moda ao redor do mundo. Já desfilou suas coleções e expôs em vários lugares também. Inspirada pelas vestimentas tradicionais mas também intrigada pela individualidade pessoal, Alexandra não veio pra brincadeira.

[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_column_text]

Fizemos uma entrevista com ela para conhecer um pouco mais de seu trabalho, olha só:

[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_single_image image=”105766″ img_size=”full” alignment=”center”][vc_empty_space][vc_column_text]

Zupi: Como foi sua história na moda? Como tudo começou?

Alexandra: Tudo começou na Academy of Fine arts and Design de Maastricht onde ainda cursava o 2o semestre de preparatório para escolher qual seria a disciplina que realmente poderia  seguir. Embora sempre tinha em mente que queria cursar artes plásticas, foi quando um docente me convidou para o departamento de fashion e têxtil para uma fase de experimental de 4 semanas e, se caso eu não gostasse, poderia voltar para o departamento de  artes plásticas. Foi então que conheci a tecelagem manual, os croquis, historia da moda ,padronagens e muitas outras disciplinas que tem que aprender antes de elaborar uma roupa. Departamento de moda não é fácil, muitas tarefas e desafios e como eu gosto de desafios decidi então continuar no departamento fashion.

Zupi: Do Paraná à Holanda. Como aconteceu isso?

Alexandra: Nos anos ‘90 morava em Aachen uma cidade na Alemanha próxima a Bélgica e a Holanda. É ai que começa minha relação com a Holanda onde prestei exame para Academy of Fine Arts and Design na cidade de Maastricht.

[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_single_image image=”105771″ img_size=”full” alignment=”center”][vc_empty_space][vc_column_text]

Zupi: Você trabalha com várias técnicas, materiais e texturas, mas com qual você se considera especialista?

Alexandra: Eu não diria que sou especialista em uma técnica! Eu me interesso por várias, porque quando estou dentro do processo de criação tento então descobrir algo diferente. Buscar algo que ainda não sei! E através dessa  procura eu tento unir as técnicas e materiais.Gosto muito do crochê. Aprendi essa técnica na minha infância. O crochê me trás muitas lembranças do Brasil e isso me inspira muito. Em minhas colecções sempre haverá 1 ou 3 peças de crochê, é uma maneira de trazer uma pouco das minhas raízes no meu trabalho.

Zupi: Moda sempre foi sua paixão ou você tinha outros planos?

Alexandra: Desde criança já gostava de desenhar, mas nada a ver com moda, na adolescência gostava muito de fotografia, pinturas, enfim tudo que se relacionava a artes e meus planos era ser artista plástica, mas me apaixonei pela moda quando iniciei meu estudos no departamento de fashion e têxtil.

[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_single_image image=”105764″ img_size=”full” alignment=”center”][vc_empty_space][vc_column_text]

Zupi: Qual o seu processo de criação? Desde o croqui no papel até a roupa na modelo.

Alexandra: O processo criativo está sempre em curso. Estou constantemente observando o que me rodeia: pessoas, lugares, natureza e acontecimentos no mundo, tanto no cinema, musica como nas artes. Minha visão envolve um casamento entre passado, presente e futuro. É onde encontro minhas inspirações. Precisa que exista um bom conhecimento do tema que você está abordando e, para isso, faço pesquisa, leitura e criação de repertório antes de colocar a mão na massa. Crio um moodboard que traduz os estímulos, emoções, valores, estilos de vida e informações captados nas pesquisas realizadas para a compreensão do estilo e influência.

Começo a fazer os esboços, cartela de cores e escolha dos tecidos. Em seguida vou a procura de texturas e começo então a trabalhar as técnicas no tecido fazendo varias amostras e isso me custa alguns dias. É por isso que só posso produzir uma coleção por ano. Em seguida desenho os croquis definitivos. Modelagem no tecido de algodão cru, mapeamento para os moldes. Essa etapa leva bastantes dias também. Ponto de prova no manequim em seguida construção dos moldes e corte nos tecidos escolhidos. Analise de qual tipo de costura sera aplicado conforme o tecido escolhido.

Costura definitiva dos outfits, acabamentos e, por final, fitting com as modelos.

Zupi: Você participou de inúmeros eventos de moda durante sua carreira, qual deles foi o mais importante pra você? E qual você ainda não participou e pretende um dia conseguir?

Alexandra: Em dezembro de 2015 participei de (Mercedes Benz Cologne Fashion Days) e foi um dos eventos mais importante até agora. Futuramente espero poder participar do Berlim Fashion Week.

[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_video link=”https://vimeo.com/151476696″][vc_empty_space][vc_single_image image=”105768″ img_size=”full” alignment=”center”][vc_empty_space][vc_column_text]Visite seu site oficial e siga Alexandra no Instagram e no Facebook.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn