SHOP  •  PIXEL SHOW  •  CONFERÊNCIA  •  PROGRAMAÇÃO

Catarina Gushiken
São Paulo, Brasil

Confira mais trabalhos aqui.

image

[Zupi] Como foi sua trajetória no mercado de trabalho?

Comecei a trabalhar com 16 anos, como assistente de arte na revista Show Bizz. No ano seguinte, fui para Cavalera, onde trabalhei por sete anos. Comecei como estagiária e depois assumi a coordenação de estilo. Hoje aos 26 anos tenho o meu próprio studio, onde desenvolvo projetos de design. As roupas são suportes maravilhosos como tantos outros. A diferença é que amo criar as roupas assim como criar as estampas. Aqui no studio desenvolvo peças e estampas exclusivas e o cliente pode levar enquadrado o desenho da sua roupa.

[Zupi] Como você define seu estilo? Quais são suas fontes de inspiração?

Referências orgânicas distorcidas, com uma cartela de cores e um movimento que faz com que tudo pareça vir de um sonho, onde a sensualidade está implícita em cada traço. A leveza e a segurança que os meus amigos e minha família me trazem são minha maior fonte de inspiração!

[Zupi] Quais as técnicas que utiliza em seus trabalhos?

Uso aquarela, nanquim, pastel seco, tinta de tecido, tinta acrílica de parede, misturo tudo, depende do suporte. Gosto de desenhar à mão e não utilizo recursos gráficos.

image

[Zupi] Você prefere ter temas definidos ou livres?

Gosto de ter uma direção de trabalho bem definida, mas com liberdade de criação. Agora se não é trabalho, gosto de ser livre, não penso em nada quando estou desenhando. Não formulo histórias. O desenho vai acontecendo à medida que traço. Tudo vem do subconsciente.

[Zupi] O que você ainda espera realizar dentro do mundo da moda?

Desde que comecei a trabalhar, uma coisa sempre me projetou para outra e, para minha alegria, a outra sempre me fez crescer. Espero realizar muitos projetos e concretizar muitos sonhos. Não vou parar de pensar em realizações nunca. Trabalho intensamente amando tudo o que faço e tenho ao meu lado pessoas maravilhosas.

[Zupi] De que trabalho você sente mais orgulho em ter realizado?

O de montar meu studio com a minha identidade visual.

image

[Zupi] Qual a sua visão a respeito do mercado da moda hoje?

O mercado da moda está se profissionalizando cada vez mais. A Zoomp é um exemplo disso. Desde 2006 a marca é controlada pelo grupo HLDC e anunciou a criação de um grupo de gestão de marcas de moda chamado Identidade Moda (I’M), além da compra de quatro grifes: Clube Chocolate, Fause Haten, Cúmplice e Herchcovitch;Alexandre. Isso já havia acontecido na Europa há muito tempo, o estilista Marc Jacobs, por exemplo, fez o faturamento para a Vuitton triplicar, e foi consagrado como mago das tendências e dos lucros, por isso o presidente da LVMH (um grupo que possui várias marcas) renovou o contrato com ele por 10 anos. Os valores do negócio são guardados a sete chaves, mas já dá pra imaginar porque este grupo comanda a Christian Dior, Givenchy, Guerlain, Moët et Chandon, nomes de prestígio, universalmente conhecidos, sinônimos de luxo, de qualidade e refinamento.

[Zupi] Qual a sua expectativa para a área no Brasil?

Que cada vez mais a autenticidade e a identidade visual façam a diferença. Temos um potencial criativo sensacional. Estamos nos profissionalizando cada vez mais e percebendo que a grama do vizinho não é mais verde que a nossa.

[Zupi] Quais são as dicas para quem está começando na área da moda?

Coragem, estudo e autenticidade.

[Zupi] Quais as novidades para os próximos meses?

Uma marca de camisetas e um HQ lançado pela Conrad Editora em um formato surpresa!

image

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Abasteça com ideias lendo novas histórias abaixo