Em 2001 nasceu a Zupi com o foco em promover, inspirar e registrar os melhores artistas e criativos do Brasil e do mundo. Com curadoria de Allan Szacher, mais de 200 colaboradores espalhados no mundo e com uma equipe de criativos multidisciplinares a revista cresceu, saiu da internet, foi para o papel, é bilingue (inglês e português), distribuida em mais de 22 paises, encontrada nas redes sociais, em Apps de conteúdo, com centenas de milhares de leitores, criou o Pixel Show (maior festival de criatividade da América Latina), fundou a Zupi Academy (formando mais de 8 mil alunos no Brasil com diversos cursos e workshops), lançou livros de arte, revistas customizadas, fez curadorias de conteúdo para diversas marcas e muitas exosições e a cada ano tem lançado novos projetos culturais diferenciados com apoio de grandes marcas inovadoras.

Sincronizações de natal

O natal se aproxima e com ele vêm as sincronizações de músicas natalinas (ou não) com luzes de pisca-pisca de natal em casas. Os vídeos de casas “decoradas” caem na internet e viram uma sensação na hora – não é à toa, a sincronização das luzes é perfeita e o divertimento é garantido – , e, por isso, muitas pessoas estão tentando reproduzir o que veem e a variedade de vídeos é imensa.

A cola da gravidade

No projeto Gravity Glue, o incomum artista Michael Grab cria esculturas efêmeras com pedras equilibradas umas sobre as outras. Nesse processo, ele conta com a ajudinha da “cola da gravidade”, que mantém as composições firmes e fortes (até quando, não se sabe). Veja as fotos.

Arte na fita

Benoit Jammes criou uma série peculiar de esculturas ao reaproveitar (e ressignificar) fitas cassete antigas. Todos os trabalhos foram feitos 100% à mão, e muitos deles trazem referências a clássicos da cultura pop. Clique e veja.

MILK: what will you make of me?, de Alexa Meade

A artista Alexa Meade – que usa a técnica de pintar diretamente nas modelos em um espaço 3D para que pareça 2D – recentemente experimentou pintar modelos mergulhando-as em uma piscina de leite. Depois de se conectar com a artista Sheila Vand pela internet, Alexa decidiu usar seu jeito de pintar, porém, desta vez, o que utilizaria seria o líquido branco que todos conhecemos desde criança.

Táxi De Volta para o Futuro

Quem nunca assistiu o filme “De Volta para o Futuro” e teve vontade de experimentar a sensação de estar naquele veículo que o leva para o passado? Em Nova York, um designer resolveu recriar o carro, utilizando um taxi. Não precisa nem dizer o quanto esse taxi chama atenção pelas ruas de Nova York, né?