Em 2001 nasceu a Zupi com o foco em promover, inspirar e registrar os melhores artistas e criativos do Brasil e do mundo. Com curadoria de Allan Szacher, mais de 200 colaboradores espalhados no mundo e com uma equipe de criativos multidisciplinares a revista cresceu, saiu da internet, foi para o papel, é bilingue (inglês e português), distribuida em mais de 22 paises, encontrada nas redes sociais, em Apps de conteúdo, com centenas de milhares de leitores, criou o Pixel Show (maior festival de criatividade da América Latina), fundou a Zupi Academy (formando mais de 8 mil alunos no Brasil com diversos cursos e workshops), lançou livros de arte, revistas customizadas, fez curadorias de conteúdo para diversas marcas e muitas exosições e a cada ano tem lançado novos projetos culturais diferenciados com apoio de grandes marcas inovadoras.

Buildup!

Entre a poluição sonora das grandes cidades, o barulho gerado por locais em obras com certeza rende dor de cabeça especial aos moradores da urbe graças a sua ininterrupta sinfonia. Porém – acredite se quiser -, um site pode mudar a percepção de quem não suporta esse tipo de barulho. Intitulado Buildup!, o espaço web…

UIU

UIU Portugal Confira mais trabalhos aqui. [Zupi] Qual é a sua trajetória? Um cara que nasceu e cresceu nos subúrbios. Se tivesse nascido no campo, talvez fizesse land-art e não street-art. O meio foi minha maior influência, mas agora tento moldá-lo a minha maneira. Não que eu tenha a pretensão de mudar as coisas. Quem…

Sergio

E ai? Meu nome é Sergio, sou italiano. A minha vida é cultura gráfica, street art e fotografia. E uma coisa que permitiu liberar minha criatividade foi ter passado quatro meses em São Paulo. Nesse período conheci a ZUPI e gostei muito do conteúdo e do visual da revista. Sergio

Fabrizio Andriani

Independente do fato do meu trabalho ser escolhido ou não, queria parabenizar a redação da Zupi pela iniciativa e pelos trabalhos expostos na revista. Esta vertente das artes que vocês mostram ficou no limbo por muito tempo, rejeitada pelas instituições, galerias, revistas e livros especializados. A iniciativa da ZUPI mostra um tipo de arte que…

Joana Barata

Olá, Queria dizer que adoro a revista, do projeto gráfico aos trabalhos apresentados, mas sinto muita falta da descrição das técnicas dos trabalhos (digital, tela). Em todo caso, parabéns pelo trabalho da equipe. Joana

Typeflash

A web page disponibiliza e-cards personalizados com fontes animadas em flash. São 13 modelos diferentes para você customizar de acordo com a sua preferência. É possível fazer alterações de cor no texto e no fundo da página, no tamanho e espaçamento dos tipo e formas de animação. Também é permitido fazer o upload de fotos…

Greenpeace Weather

O Greenpeace lançou o jogo “Greenpeace WeAther”, que tem o objetivo de estimular o internauta a se tornar um ativista no combate às mudanças climáticas. A interface é organizada e objetiva, mas não abre mão de elementos que deixam a página com um caráter bem atrativo. São ilustrações e ícones com aspecto infantil e totalmente…

Tarja Preta

Moralmente incorreta. Socialmente conflituosa. Mas quando o assunto é humor, atitude e quadrinhos, a palavra que melhor define a revista Tarja Preta é apenas uma: sensacional! Sem pudor algum ou periodicidade definida, a publicação independente conta com nomes de cartunistas famosos como Allan Sieber (criador da tirinha “O estagiário”), os fanzineiros Juca e Sylvio Ayala…