Em 2001 nasceu a Zupi com o foco em promover, inspirar e registrar os melhores artistas e criativos do Brasil e do mundo. Com curadoria de Allan Szacher, mais de 200 colaboradores espalhados no mundo e com uma equipe de criativos multidisciplinares a revista cresceu, saiu da internet, foi para o papel, é bilingue (inglês e português), distribuida em mais de 22 paises, encontrada nas redes sociais, em Apps de conteúdo, com centenas de milhares de leitores, criou o Pixel Show (maior festival de criatividade da América Latina), fundou a Zupi Academy (formando mais de 8 mil alunos no Brasil com diversos cursos e workshops), lançou livros de arte, revistas customizadas, fez curadorias de conteúdo para diversas marcas e muitas exosições e a cada ano tem lançado novos projetos culturais diferenciados com apoio de grandes marcas inovadoras.

Quadros carimbados

Você possivelmente já viu alguém colocando datas com um daqueles grandes carimbos com roldanas, que permite a mudança dos dias e meses, ou já brincou com carimbos de borracha. O italiano Frederico Pietrella, que vive em Berlin, utiliza o pontilhismo de uma forma nova. Ele constrói suas imagens apenas com o instrumento. Olha só: Frederico…

Moda até a morte

A artista japonesa Fumie Sasabuchi faz sua arte misturando dois conceitos bem opostos. Primeiro utiliza revistas de moda para escolher suas modelos Depois, fazendo uso de estudos sobre anatomia, desenha intervenções nas imagens com caneta ultrafina. Confira abaixo como ela distorce a ideia de beleza e perfeição que a moda transmite e a converte em…

Feliz dia, São Paulo

Com 458 anos nas costas, hoje a cidade de São Paulo comemora mais um aniversário. Em meio a muitos recortes possíveis a fim de representar essa metrópole, escolhemos alguns artistas que retratam muito bem as diversas histórias possíveis de serem contadas em São Paulo: Jorge Gonçalves mostra alguns personagens da vida subterrânea no projeto Subway…

A vida marinha nunca foi tão bela

Das profundezas do Mar Branco, um lugar inóspito que passa metade do ano congelado, o biólogo russo Alexander Semenov capturou diversas imagens retratando a vida marinha do local. Ele é chefe do Departamento da Estação Biológica do Mar Branco, um centro de pesquisa no noroeste da Rússia. Apesar das condições adversas, os habitantes daquelas águas…

Vontade de morder o monitor

Ficou com vontade de morder o monitor? Esta é uma possível sensação ao observar as coloridas balas tipográficas das designers Lucía Rallo e Aranxa Esteve, idealizadoras da m-inspira. O estúdio desenvolve projetos de design gráfico e industrial, além de trabalhos voltados à fotografia. As balas são feitas de gelatinas e açúcar e, mesmo com cores,…

Entre homens e animais

Caitlin Hackett explora em seus trabalhos a relação do homem com os animais. Suas imagens fazem uma alusão às barreiras que os separam tanto psicologica quanto fisicamente. Dessa forma, Hackett questiona o quanto os humanos ainda fazem parte da natureza. Diretamente do Brooklyn, Nova Iorque, a delicadeza da artista entra em contraste com a força…

Moinho Vivo

Há cerca de um mês, a favela do Moinho sofreu um incêndio controverso e vem se recuperando a duras penas. Para incentivar doações à comunidade que vive, em sua maior parte, em barracões improvisados, foi promovido o festival de hip hop de nome Moinho Vivo. Localizada na região central de São Paulo, a comunidade do…

Uma volta no gira-gira

Se tudo realmente for uma questão de ângulo, ao se deparar com as fotografias de Pep Ventosa, você encontra muitas respostas e novas experiências visuais. O artista catalão ganhou a sua primeira câmera aos 10 anos de idade – e não a largou mais. Para ele, não só os mínimos detalhes fazem diferença, absolutamente todos…

Como chuva no vidro

Gotas de água se transformam em poças. Gotas de remédio são milagrosas. E gotas de tintas a óleo dão vida às telas de Matthew Davis. Diferente da técnica tradicional, o artista não utiliza traços para desenhar. Ele usa o pincel apenas como meio para pingar gotas de tinta. Matt espera alguns dias até a primeira…

Uma tela de lembranças

Esse projeto teve início quando Mark Powell encontrou, em uma loja de antiguidades, uma carta enviada por um soldado durante a Primeira Guerra Mundial. Foi aí que o londrino estabeleceu uma nova tela para seus desenhos. Os versos de envelopes antigos, que alcançam o ano de 1852, são ilustrados apenas com caneta esferográfica. A arte…

Sorry I’m Late

Quando estamos atrasados, fazemos de tudo para driblar os ponteiros. A situação costuma ser repleta de acontecimentos inesperados que, muitas vezes, precisam de mágica. Inspirado nos momentos de desespero e correria, o diretor mega criativo Tomas Mankovsky criou o stop motion Sorry I’m Late. As cenas contam a história de um garoto que vive em…

Ana Bagayan

Ana Bagayan nasceu na capital armênia de Yerevan. Estudou pintura na Califórnia, onde vive atualmente. Seu trabalho explora as imagens da adolescência como metáforas para temas como dúvidas e conflitos. Utilizando grafite, carvão e tinta a óleo sobre madeira, ela cria representações femininas surrealistas. Fique com as pinturas de desenhos da artista: Ana Bagayan