Em 2001 nasceu a Zupi com o foco em promover, inspirar e registrar os melhores artistas e criativos do Brasil e do mundo. Com curadoria de Allan Szacher, mais de 200 colaboradores espalhados no mundo e com uma equipe de criativos multidisciplinares a revista cresceu, saiu da internet, foi para o papel, é bilingue (inglês e português), distribuida em mais de 22 paises, encontrada nas redes sociais, em Apps de conteúdo, com centenas de milhares de leitores, criou o Pixel Show (maior festival de criatividade da América Latina), fundou a Zupi Academy (formando mais de 8 mil alunos no Brasil com diversos cursos e workshops), lançou livros de arte, revistas customizadas, fez curadorias de conteúdo para diversas marcas e muitas exosições e a cada ano tem lançado novos projetos culturais diferenciados com apoio de grandes marcas inovadoras.

Os ciclistas de Nova York

Downtownfrombehind é uma série fotográfica que registra sujeitos e suas bicicletas transitando entre as mais de 200 ruas e avenidas do centro de Nova York. Entre os ciclistas, constam designers, arquitetos, diretores de criação, empreendedores, artistas e acadêmicos, todos fotografados de trás. Confira.

Retratos em fatias

Na série Misunderstanding Focus, o duo japonês Nerhol deforma sem dó os retratos de seus modelos. Feitas ao longo de 3 minutos, as fotos são fatiadas e depois recompostas em um único retrato, que revela de modo pouco convencional uma “topografia” dos sujeitos. Veja o projeto aqui.

A arte detalhista de Alex Konahim

Artista que é artista nunca está satisfeito com o resultado final da sua obra. Alex Konahim com certeza é desses, que se prendem aos detalhes. As suas obras monocromáticas são cheias de detalhes e o mais impressionante é que são feitas apenas com tinta de caneta preta. Veja como são belas as ilustrações da série Anatomy, onde Konahim usa enfeites florais e abstratos para compor os órgãos humanos

Surrealidades do Homem-Câmera

Czlowiek Kamera (“homem-câmera”, em polonês) é um artista especializado em audiovisual, mas também faz as vezes de fotógrafo de surrealidades incríveis. Suas manipulações digitais desafiam o senso comum e distorcem os cérebros mais sensíveis – que o leitor fique avisado. Veja aqui.

As mulheres de Daniela Uhlig

Daniela Uhlig é uma ilustradora alemã de 30 anos que trabalha com criação de personagens. Da inocência a sensualidade, a artista alemã explora as características das mulheres e com um traço singular. Atualmente, trabalha em uma pequena produtora de jogos como designer de personagens.

Aranhas gigantes invadem Seatle

Se você é morador de Seatle, acalme-se, pois gigantes aranhas realmente invadiram a cidade, mas não são aranhas reais. O ilustrador de Seatle, Marlin Peterson, foi contratado para pintar algum mural de grandes proporções em algum lugar da cidade. A ideia de Peterson não poderia ser melhor, procurar um grande telhado e pintar aranhas gigantes usando a técnica trompe l’oeil (técnica artística que, com truques de perspectiva, cria uma ilusão ótica).

De 0 a 100 anos em 150 segundos

100 é um vídeo tocante produzido ao longo de quatro meses pela agência holandesa Imagine. Os criativos saíram pelas ruas de Amsterdã pedindo para pessoas comuns revelarem sua idade na frente das câmeras, com o objetivo de reunir exemplos de 0 a 100 anos. O vídeo, de apenas 150 segundos, prova que a vida passa mesmo muito rápido. Assista.