CLUBE  •  PIXEL SHOW  •  CONFERÊNCIA  •  PROGRAMAÇÃO  •  SKETCH  •  FEIRA

Alessandro Pautasso
Turim, Itália

Confira mais trabalhos aqui.

image


[Zupi] Em primeiro lugar, porquê tantos beijos?

Tive vontade de criar uma série de ilustrações com o assunto do beijo pela belíssima pintura do Klimt. Porém, os criei diferentes, muitos deles com a variante do beijo lésbico, pelo qual sou apaixonado.

[Zupi] Conte-nos sobre sua vida profissional desde os tempos de estudante.

Frequentei um Instituto de Arte, mas na época a publicidade gráfica não era considerada. Queria só desenhar; ser desenhista e depois fotógrafo smile Nos últimos anos me veio a ideia louca de ser designer gráfico (publicitário/ilustrador). Então, recém-formado, fiz um curso pós em Web Design e passei a trabalhar para pequenas agências publicitárias de Turim.

[Zupi] Você possui algum estúdio ou trabalha por conta própria?

Por enquanto não abri nenhum estúdio. Trabalho em Turim numa pequena agência publicitária, mas ainda não tenho intenção de abrir uma agência por minha conta. Digamos que é ainda cedo smile


[Zupi] Você trabalha com parcerias?

No momento tenho trabalhado em um projeto, mas não posso dizer nada ainda smile Os projetos são ainda muito embrionários para falar sobre eles.

[Zupi] Qual a principal atração em seu trabalho?

Não sei! Prefiro falar da atração que tenho ao olhar os trabalhos dos outros. Quanto aos meus, digam vocês smile Fica difícil dizer o que eu gosto em meus trabalhos…

image

[Zupi] Fale-nos de seu estilo, se houver algum específico.

Bem… Meu estilo começou quando comprei uma tábua gráfica Wacom e experimentei a ferramenta lápis e pincel do Ilustrator! É um mundo tão diferente do que era com o mouse que, desde então (há 5 anos), não uso mais o mouse. As primeiras ilustrações com o estilo instintivo vieram naturalmente.

[Zupi] O que o inspira?

As primeiras ilustrações que me inspiraram foram as de Jason Brooks e Rian Hughes. Ainda que muito diferentes das minhas, se parecem com mundo de ilustração e vetor.

image


[Zupi] Quem são os artistas ou outros profissionais que o influenciaram?

Bem, mais do que o presente, sou inspirado pelo passado. Entre todos, posso dizer os mestres Gustav Klimt e Egon Schiele. Adoro o expressionismo e a corrente artística do Liberty, enquanto os artistas contemporâneos que eu mais admiro são o italiano Mauro Gatti (https://www.thebrainbox.com) e o brasileiro Rubens LP (https://www.fluxuscentral.com).

[Zupi] Sobre as tendências visuais… onde você pesquisa suas referências?

Para estar atualizado nas minhas referências, leio os freqüentes sites de notícias sobre gráfica newstoday.com, k10k.net, designiskinky.com, scene360.com, bd4d.com… só para citar alguns. Um pulo na livraria, na seção de arte, também costuma fazer bem.

[Zupi] Existe algum estilo único no design italiano?

Não, na Itália não existe um estilo concreto. Há uma bela variedade de estilos diferentes entre eles, mas não se pode dizer que existe um estilo italiano. Além do mais, todas as tendências gráficas vêm do exterior.

[Zupi] Você considera necessário estudar para se tornar um bom designer?

Não conheço a situação no exterior, mas na Itália não é necessário! Pelo contrário! Não existem escolas públicas que instruam tão bem quanto um período de estágio em uma boa agência. A maioria das escolas e universidades são todas privadas e as redes escolares são muito caras e impossíveis de serem acessadas pela maioria :( De 6 a 7 mil euros (quase 20 mil reais) por ano é muito dinheiro!

Compartilhe via...

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn