Um lugar para chamar de seu

Conhecer novos lugares no mundo faz com que nosso olhar seja modificado de alguma maneira. A quadrinista alemã Birgit Weyhe veio para São Paulo em um intercâmbio de artistas promovido pelo instituto Goethe durante um mês. Durante essa viagem conheceu diversos lugares, hábitos e culturas, e a partir disso começou a retratar a São Paulo em desenhos que são narrados por ela mesma.

Attic, um escritório-conceito de Vasily Butenko

Attic é um escritório-conceito idealizado e executado por Vasily Butenko. O designer ucraniano projetou um espaço onde a abordagem minimalista se manifesta em diversos elementos, ajudando a compor um ambiente de trabalho arejado e sofisticado.

Esculturas de Morgan Herrin

Morgan Herrin é um escultor norte-americano que manipula madeira e imprime no material diversos aspectos, indo da superfície lisa e polida até a textura irregular dos corais marinhos. Conheça suas obras.

Um editorial com Zombie Boy

Rick Genest, aka. Zombie Boy, é um modelo canadense conhecido por ter o corpo inteiro coberto por tatuagens, imitando um verdadeiro zumbi. Ele é a estrela de um inusitado editorial da Highsnobiety Magazine, fotografado por Yves Borgwardt em parceria com Simon Geis. Veja aqui.

A biblioteca de Aberdeen

A biblioteca de Aberdeen, falando assim parece até o título de um conto fantástico. O que na realidade poderia ser, já que a biblioteca da Universidade de Aberdeen é incrível não somente pela quantidade de livros que deve ter, como também pela sua estrutura.

A física da breakdance

Nesta nova e impressionante série de ilustrações, o francês Florian Nicolle incorpora vetores e equações matemáticas às cores livres da aquarela para retratar a física complexa da breakdance. Os trabalhos são um estudo para a nova identidade visual da escola Volnorez. Veja.